Google+ Followers

domingo, 14 de agosto de 2011

A primeira papa

A C. comeu ontem a sua primeira papa. A semana passada só houve tentativas infrutíferas.
A C. não teve pressa em abandonar o leitinho...
       
Referindo-se à idade de 16 semanas, lemos em Gesell (cf. post de 7 de Agosto):
     
     «O bebé pode manifestar agitação antes de lhe darem de comer, mas, frequentemente, espera até que chegue mais ou menos a hora da refeição. Alguns soltam vigorosos gritos de expectativa, quando a mãe põe o seio à vista. Quando lhe oferecem o bico do peito deixa de chupar os dedos ou a língua para colocar os lábios em posição e agarrar com as mãos. Estas podem segurar o seio ou a roupa, enquanto o bebé se apossa do mamilo com muito pouca ajuda da mãe. Enquanto está a mamar, pode levantar os olhos do seio para o rosto da mãe, ou para as circunvizinhanças - e especialmente para as outras pessoas que possam estar presentes. Os lábios apresentam-se contraídos aos cantos e a sucção é forte. Esta pode ser até muito mais forte do que a capacidade de engolir, resultando daí o bebé engasgar-se. A alimentação a biberão requer, com frequência, que o bebé se ajuste ao encolher da tetina de borracha.(...)
       Após uma satisfação inicial, o bebé pode largar e tornar a agarrar o seio repetidamente, em jeito de brincadeira e mesmo com um sorriso. Quando atinge, por fim, a saciedade, arqueia o corpo para trás e pode resmungar se quiserem forçá-lo a pegar novamente no seio (...). Embora possa parecer saciado quando o mudam para o segundo seio, a sua avidez impaciente leva-o, em regra, a reagir à mudança de uma for,a positiva. Com a saciedade final, dispõe-se a chupar a língua ou o polegar e mostra-se, com frequência, muito conversador.
       [A exigência de sucção é tão forte, nesta idade, que é melhor esperar que ele a satisfaça antes de lhe darem alimentos sólidos.]
        Alimentação à colher - A projecção da língua é ainda tão acentuada que o bebé engole muito pouco alimento, a não ser que lho coloquem na parte de trás da língua. Muitos bebés, especialmente quando são amamentados, recusam os alimentos sólidos, ou tomam-nos muito mal, enquanto não chegam aos 5 ou 6 meses de idade
Gesell, ob.cit. p105-106 (os sublinhados são meus).

1 comentário:

  1. Gesell já tinha tirado o retrato à primeira papa, avó. Então???? não tinhas aprendido? Mau, mau.

    ResponderEliminar