Google+ Followers

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

A borboleta de mil cores e a mosca preta

imagem retirada de http://www.mdig.com.br/?itemid=25197






A BORBOLETA DE MIL CORES E A MOSCA PRETA
por João Villaret





 A borboleta voa, voa, voa, voa,... até que pousa numa lista telefónica. Com as patinhas começa a correr as páginas...levanta uma, levanta outra, outra, outra, outra, levanta outra, sempre, sempre, sempre... e à volta dela num voo menos elegante e menos bonito a mosca preta, bisbilhoteira e sabedora, voa baixo, voa baixo, a ver o que se passa. Mas  a borboleta das asas bonitas não liga importância à mosca preta e continua com as patinhas, sempre com as patinhas a procurar, a procurar, a procurar... e a mosca pergunta-lhe:
-Bom dia minha amiga, como está?
A borboleta, que não é de dar confiança, responde por cima do ombro:
-Estou bem, muito obrigada.
E continua a procurar a procurar...
E a mosca:
-Então, há muito tempo que não a via!
- É verdade.
- Então como é que está?
- Bem, muito obrigada.
- Mas que lindo vestido que traz, que lindas cores!
- É verdade, foi num saldo.
E continua a procurar, a procurar... E a mosca:
- Para onde é que a minha amiga está a falar?
- Eu estou à procura da direcção de uma flor que me tinha esquecido.
E fecha a lista e vai-se embora com as suas asas lindas e coloridas.



Ouvi a João Villaret nos seus programas na velhinha RTP a preto e branco.
Mas só agora ouvi!
Achei uma historinha tão bonita que logo pensei que a havia de contar aos meus netos!...
(o título é de João Villaret!)

1 comentário:

  1. Bem me parecia que tinhas ouvido essa história que contaste :) Que ande uma borboleta à procura do endereço de uma flor, é lindo só de pensar. Nem precisa existir fora do pensamento.
    Vá, conta-lhes da poesia; e da elegância de joão Villaret a mostrá-la

    ResponderEliminar