Google+ Followers

terça-feira, 26 de junho de 2012

Era uma casa



Lembro-me de cantar aos meus filhos. Mas não sei de quando é esta canção tão engraçada.

O video também está divertido. Opinião de avó.



Era uma casa
Muito engraçada
Não tinha teto
Não tinha nada
Ninguém podia
Entrar nela não
Porque na casa
Não tinha chão
Ninguém podia
Dormir na rede
Porque na casa
Não tinha parede
Ninguém podia
Fazer pipi
Porque pinico
Não tinha ali
Mas era feita
Com muito esmero
Na rua dos bobos
Número zero

4 comentários:

  1. Esta é uma daquelas canções infantis que me deixava sempre meio triste. Ouvia-a e não podia deixar de imaginar uma ruína, num ermo estéril. É como a "bola do Manel" ou aquela do melro que perde os membros todos... Porque é que há tantas canções infantis tão angustiosas?

    ResponderEliminar
  2. Realmente o mundo dos adultos é bem diferente do mundo infantil... Aquilo que «nós» achamos engraçado pode ser fonte da maior das angústias para quem ainda se sente tão frágil num mundo ao qual pertence há tão pouco tempo...

    ResponderEliminar
  3. ahnnn...não acredito que as crianças não pensem que esta casa é toda a brincar; parece uma lengalenga cantarolada. Além de que os espanholitos que a cantavam lhe davam o jeito arrevezado de casa que prega partidas às pessoas. E,sorry anónimo, mas ruínas e ermos não são nada imagens infantis.
    Pois, minha querida avó, perdi o outro comment que era bem mais engraçado :) e depois de falar-te, estou-te escrevendo, monologando e assim.

    ResponderEliminar
  4. Cuidado «just me»... és uma mente maginativa, contas histórias como ninguém, mas não ouses tanto... as mentes infantis são um mistério...

    ResponderEliminar