Google+ Followers

terça-feira, 18 de agosto de 2015

As estações do ano




Botticelli, Primavera (1477-82)
(imagem retirada de http://renascimento-pintura.blogs.sapo.pt/476.html)

Dantes, as estações do ano eram a Primavera, o Verão, o Outono e o Inverno. Lembro-me de como gostava da Primavera, muito especialmente porque pensava nela como uma pessoa de família... prima Vera! Não tem grande graça, bem sei, mas nessa altura parecia-me muito apropriado, principalmente porque pensava sempre nela como uma menina muito bonita e vaporosa... Ela chegava e o frio do Inverno ia-se embora, desapareciam os desconfortáveis casacos e os campos ficavam bem bonitos, salpicados de muitas cores. O Verão era assim, como o nome, redondo e quente. Não me agradava tanto, apesar de saber a férias e a mar. O Outono também era bom. Apesar do cair das folhas, vinha com cheiro a castanhas e a recomeço. O seu tempo morno pedia já aconchego. Depois vinha o Inverno e fazia frio e fazia chuva e trovejava. Não me parecia nada agradável, apesar do Natal e dos meus anos. No fundo, acho que só havia uma estação. O resto eram apeadeiros.
Agora, parece-me tudo um pouco mais esvanecido. Deram cabo das estações.
Agora, só existem, simplesmente, primavera, verão, outono e inverno... um qualquer substantivo igual a casaco, sapato, camisola, cachecol. Por isso, em cada dia, a cada hora, podemos encontrar aquela que já foi uma estação. Assim, hoje de manhã encontrei a Primavera, à hora de almoço deparei-me com o Verão, ao fim da tarde com o vento do Outono que tudo varre e estou à espera de ficar com os pés frios do Inverno...


Tudo isto a propósito da constatação da C. que, ao chegar a Inglaterra vinda do Chipre, comentou que estava Inverno...

2 comentários:

  1. Ora viva quem é uma flor de quatro estações e postou a pintura que mais prefiro, A Primavera de Botticelli.

    ResponderEliminar
  2. Por um triz tinhas acabado de a ver.. ao vivo! Na Galeria dos Ofícios, na bela Florença!!!

    ResponderEliminar