Google+ Followers

domingo, 22 de setembro de 2013

Sur le pont d'Avignon

Esta canção pertence ao meu repertório mais antigo... aparecia nos livros de Francês, que era língua de aprendizagem obrigatória no nosso sistema de educação e na nossa cultura fortemente francófona. Assim acontecia também, por exemplo, com «Alouette, gentille alouette...», que já é do conhecimento e do agrado dos meus netos. Hoje, a tendência geral é mais anglo-americana, mas as crianças não distinguem estas coisas e apenas reagem ao que lhes agrada, o movimento, as cores e o ritmo das palavras e dos sons... Eu só lhes posso falar do que sei ou do que vou aprendendo... Estas canções «do meu tempo», são canções, afinal, de muitos tempos...
Encontrei estas três versões que acho interessantes, por vários motivos. Isto servirá para eu descobrir a que mais agrada à C. e ao J.... Tenho uma intuição, mas não digo.







1 comentário:

  1. Há qualquer coisa de mágico nas canções intemporais - talvez em tudo que se subtrai a modas. E creio que esta o seja. Alheia a ademanes culturais.

    ResponderEliminar